Novas receitas

Apresentação de slides das pessoas mais legais da culinária

Apresentação de slides das pessoas mais legais da culinária



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Jane Bruce

Que tipo de cara poderia fazer os Crocs laranja parecerem legais? O mesmo cara que é um convidado regular no Late Night with Jimmy Fallon, abriu uma megaloja italiana de alto padrão no meio de Manhattan (e tem planos de abrir mais algumas) e viajou pela Espanha em um conversível com Gwyneth Paltrow para a televisão (e foi paga para isso). Batali também ganha pontos ao seu fator bacana por ser responsivo no Twitter, saber festejar, colocar Neutral Milk Hotel e X na playlist do Babbo, e ser uma estrela da TV culinária que coloca seu dinheiro onde está sua boca, possuindo restaurantes poderosos como Del Posto (o primeiro restaurante italiano em 36 anos a ostentar quatro estrelas do The New York Times), Babbo e Osteria Mozza.

Mario Batali, Chef-Restaurateur, Personalidade da mídia

Jane Bruce

Que tipo de cara poderia fazer os Crocs laranja parecerem legais? O mesmo cara que é um convidado regular no Late Night with Jimmy Fallon, abriu uma megaloja italiana de alto padrão no meio de Manhattan (e tem planos de abrir mais algumas) e viajou pela Espanha em um conversível com Gwyneth Paltrow para a televisão (e foi paga para isso). Batali também ganha pontos ao seu fator bacana por ser responsivo no Twitter, saber festejar, colocar Neutral Milk Hotel e X na playlist do Babbo, e ser uma estrela da TV culinária que coloca seu dinheiro onde está sua boca, possuindo restaurantes poderosos como Del Posto (o primeiro restaurante italiano em 36 anos a ostentar quatro estrelas do The New York Times), Babbo e Osteria Mozza.

John Besh, Chef-Restaurateur e Ativista

Por mais ridículo que possa parecer, John Besh é realmente legal porque ele se importa muito. Besh é conhecido por colocar seu coração e alma em tudo o que faz - seja retribuindo a Nova Orleans por meio da Fundação John Besh, servindo como juiz e mentor em Top Chef, produzindo livros de receitas excelentes ou desenvolvendo um novo conceito de restaurante - tudo isso sem nunca pular para cima e para baixo e dizer "Olhe para mim, olhe para mim!".

Les Blank, cineasta

Blank, com sede em Berkeley, faz documentários há mais de 30 anos. Muitos deles são sobre música tradicional, de Cajun zydeco a Blue Ridge Mountain violino e polca polonesa-americana. Mas música e comida nunca estão muito distantes no visor de Blank - veja, por exemplo, sua evocação tão vívida-que-você-pode-sentir-de-feijão vermelho e arroz em seu Sempre por prazer, um hino à cultura de Nova Orleans - e quando ele se concentra em questões culinárias, como no clássico perfumado O alho é tão bom quanto dez mães ou o exuberante Yum, Yum, Yum! A Taste of Cajun and Creole Cooking, sua paixão por comer é inconfundível. O filme de comida mais legal que ele já fez, porém, foi sem dúvida Werner Herzog Come Seu Sapato. O famoso diretor alemão com esse nome havia apostado o diretor de documentários Errol Morris que ele nunca terminaria seu filme Portões do céu, e prometeu comer seu sapato se o fizesse. Filme de Blank mostra Herzog cozinhando o dito sapato, com alho e ervas, com a ajuda de Alice Waters na cozinha em Chez Panisse, então corajosamente comendo. Uau.

April Bloomfield, Chef-Restaurateur

Lembra quando a culinária britânica era conhecida por ser branda e desagradável, e colocar orelhas de porco em um menu pareceria uma receita para o fracasso? A pressão de abrir um restaurante no West Village de Manhattan, com patrocinadores como Batali e Bono, poderia ter sido o suficiente para esmagar qualquer chef, mas Bloomfield e seu parceiro Ken Friedman acertaram em cheio, desencadeando uma tendência nacional para gastropubs com O porco manchado. Após nove anos, e tendo adicionado O Breslin e The John Dory Oyster Bar (que ela fechou e depois reabriu no The Ace Hotel com aclamação da crítica), é ainda mais provável que Bloomfield seja vista cozinhando na linha do que fazendo aparições na TV. E no caso de mais provas de sua frieza serem necessárias, leia esta história sobre a participação de Bloomfield em um TimesTalk durante o 2011 New York City Wine & Food Festival.

Daniel Boulud, Chef e Restaurateur

Três estrelas Michelin, quatro estrelas do The New York Times, quatro prêmios James Beard, o Chevalier de la Légion d'Honneur - se a frieza fosse baseada apenas em prêmios e elogios, Daniel Boulud estaria abaixo de zero. Esqueça o fato de que quase tudo que ele toca vira ouro, que ele criou o hambúrguer recheado de foie gras e que seu restaurante DBGB presta uma homenagem ao local punk muito perdido CBGB. Em uma época em que a atenção se desviou amplamente da culinária francesa, Boulud consistentemente a torna relevante, e o faz de uma forma que mostra por que ser francês sempre significou ser descolado e talvez devesse novamente.

Anthony Bourdain, Chef, Escritor, Apresentador de Programa de TV

Você leu seus livros, você o assistiu na TV, e você pode até ter ido para a escola de culinária ou trabalhado como cozinheiro de batatas fritas Porque dele. É clichê dizer isso, mas Anthony Bourdain praticamente vive o sonho. Como ele diz na introdução de seu show, "Eu sou Anthony Bourdain. Eu escrevo, viajo, como e estou com fome de mais." E embora o número do bad boy tenha ficado um pouco velho, o segundo show (A parada) parece praticamente o mesmo que o primeiro, é difícil argumentar que Bourdain não é um cara legal, ou pelo menos alguém com quem você adoraria tomar uma bebida e uma boa refeição.

Frank Bruni, escritor

Durante seu mandato de cinco anos como crítico de restaurantes para o The New York Times, Frank Bruni virou o jogo contra leitores e donos de restaurantes. Ele era engraçado, era mordaz e, em suas escolhas de revisão, estilo e escopo, sempre ficava evidente que ele não tinha medo de exercer ousadamente o poder da posição; este foi um crítico que, por uma coluna, tentou sua sorte em servir mesas e, em outra, visitou alguns dos locais de fast-food mais épicos do país. Suas resenhas inspiraram um blog dedicado às paródias de Bruni e incitaram um dono de restaurante magro a publicar um anúncio de página inteira no The Times atacando-o, e Eater.com publicou um artigo regular para prejudicar suas estrelas. E ele fez tudo isso enquanto tinha um distúrbio alimentar. Por melhor que sejam as críticas de uma linha por coluna de Sam Sifton, a posição não é a mesma desde que Bruni deixou o emprego para se tornar o primeiro colunista de opinião abertamente gay do jornal.

David Chang, Chef-Restaurateur, Editor de Revista

Nesse ponto, imaginar uma cena culinária de Nova York sem David Chang pareceria quase ... bem, não americano. Você poderia falar sobre o hype e a atitude, a revista de comida (Lucky Peach) publicada com a McSweeney's, o império em crescimento, os pãezinhos de porco, o ramen, a estética (considere a decoração dos restaurantes e o mural de graffiti fora de Ssäm Bar), os sistemas de reserva online de refeições especiais, a atenção aos detalhes (serviço e outros), e o fato de Chang ter mostrado a uma geração de chefs que era possível abrir uma nova classe de jantar de qualidade sem as toalhas de mesa brancas. Você poderia falar sobre tudo isso, mas estaria perdendo a essência que começou tudo: o fato de que, com seu primeiro restaurante, Momofuku Noodle BarChang arriscou tudo - toda aquela carne de porco, toda aquela alma - e sucesso ou fracasso, ele faria do jeito que faria, os vegetarianos que se danassem. E ele fez.

Scott Conant, Chef e apresentador de TV do Food Network

Sim, Scott Conant é legal. Não porque ele foi um Food & Wine Best New Chef e é geralmente considerado um dos definidores contemporâneos de referência na cena gastronômica italiana da América. Não porque ele esteja frequentemente na TV como juiz do Food Network's Picado, e certamente não porque, como foi recentemente revelado naquele programa, ele odeia cebolas vermelhas. Mas se você o seguir no Twitter, saberá que o chef tem a mesma probabilidade, senão maior, de retuitar as pessoas que zombam dele do que alguém que o elogia. "Deus me livre de alimentar o todo-poderoso Scott Conant com uma cebola roxa crua. Ele o banirá para Choppedville." "Scott Conant dizendo que alguém tem muito ego? Que ironia." Quando você se sente confortável o suficiente consigo mesmo para amplificar as críticas de outras pessoas, você é muito legal.

Ann Cooper, ativista

Um título como "The Renegade Lunch Lady" não é apenas dado, é merecido - e por uma boa razão neste caso. Ann Cooper dedicou sua vida a melhorar a qualidade da merenda escolar para crianças, bem como a melhorar a relação da América com alimentos, agricultura e bem-estar e saúde em geral. Quando é que a paixão e a determinação imparáveis, especialmente quando alcançadas com sucesso, não representam alguém que vale a pena admirar? Cooper, autora e graduada do Culinary Institute of America, foi reconhecida por publicações como The New Yorker, The New York Times e San Francisco Chronicle, e foi homenageada pelo Slow Food USA por seu trabalho. Políticas, legislatura ou grandes corporações que se danem, ela é uma mulher com uma missão e por isso ela é incrivelmente legal.

Chris Cosentino, Chef

Chris Cosentino é um ex-skatista que serve jantares em seu lotado restaurante em São Francisco, como tártaro de coração e rigatoni de sangue de porco com pés de porco. Ele tem uma loja no Ferry Building onde vende carnes curadas em casa, desenhou seus próprios sapatos e roupas e escreveu uma edição da Wolverine, no qual ele faz uma participação especial, que está programado para chegar aos estandes de quadrinhos em breve. Precisamos dizer mais?

Robert Del Grande, Chef-Restaurateur

De fala mansa e amável, Del Grande veio da Califórnia para o Texas com um doutorado. em bioquímica, tornou-se um dos melhores e mais inteligentes chefs do "novo sudoeste" e galvanizou a cena gastronômica de Houston com seu Café Annie e, em seguida, o mais casual Taco Milagro e a Café Express cadeia. Ao longo do caminho, ele começou a tocar guitarra e cantar com o chef Dean Fearing de Dallas, primeiro casualmente em quartos de hotel em eventos gastronômicos e depois com sua banda, The Barbwires, dividindo o palco com pessoas como Steve Winwood, Rodney Crowell e Richie Furay. Voltando às suas raízes científicas, Del Grande inventou recentemente, com o destilador Don Short, o primeiro gin feito no Texas, chamado Roxor e aromatizado com botânicos texanos (nozes, alguém?).

Dom DeMarco Sr., Pizzaiolo

Quando se trata de pizza de Nova York, esse homem é uma lenda. Depois de emigrar de Caserta, perto de Nápoles, para a cidade de Nova York em 1959, a DeMarco abriu Di Fara Pizza na Avenida J no Brooklyn e tem feito isso seu caminho, torta por torta, desde então. As pizzas - massa esticada, molho na concha, queijo polvilhado, um fio de azeite, recortes de tesoura de manjericão fresco - são todas feitas com amor pelo cara, como e quando ele quer, e babadas por filas de moradores e turistas. . Se você não enfrentou as massas para provar uma torta Di Fara, não tem o direito de falar em pizza.

John T. Edge, jornalista, autor e educador

John T. Edge é uma realeza geek-chic no que diz respeito à indústria de alimentos. Ele estava usando óculos de armação grossa muito antes de todo hipster na América começar a usar um par, e seu emblema de alma o faz parecer mais um professor distinto do que um esnobe literário pretensioso. Por meio de suas contribuições frequentes para publicações como The New York Times, Saveur e The Oxford American e sua administração da Southern Foodways Alliance, Edge dá aos americanos um motivo para se sentirem orgulhosos dos alimentos que amam comer (ele escreveu livros inteiros dedicados a frango frito, torta de maçã e hambúrgueres com batatas fritas). Fãs de Edge e seu trabalho sabem que uma das coisas mais legais sobre ele é seu estilo de escrita - ele tem uma habilidade incrível não apenas de fazer o leitor sentir que está sentado à mesa com ele, mas também de compartilhar seu inegável paixão pela comida e cultura sobre a qual está escrevendo.

Susan Feniger, Chef-Restaurateur

Mais conhecido pelo público de TV e compradores de livros de receitas como um dos Two Hot Tamales - com sua colega de longa data Mary Sue Milliken, sua colaboradora no Border Grill restaurantes em Los Angeles e Las Vegas - Feniger é um dos maiores especialistas em culinária mexicana e latino-americana e em comida de rua internacional. Ela também é uma personalidade exuberante (tente encontrar uma foto dela onde ela não esteja rindo ou pelo menos sorrindo amplamente) com uma juba magnífica e muitos brincos, que uma vez revelou que seu herói de infância foi o lendário atleta Jim Thorpe. Funciona para nós.

Aaron Franklin, Pitmaster

Quando você faz churrasco tão gostoso que as pessoas começam a fazer fila às 9h30 da manhã, você fica com calor. Quando você abre apenas para o almoço e fecha quando a comida que preparou acaba, você é um bom empresário. Quando você tem uma conta no Twitter que pode funcionar como Barbecue_Jesus, você é inteligente. Quando você é mencionado ao mesmo tempo que lendas de Hill Country como Smitty's e Kreuz's como parte da elite do churrasco da América, você está indo bem. E quando as carnes que você fuma voltam a ser nomeadas a melhor churrasco do país, bem ... você entendeu.

Jonathan Gold, jornalista e autor

Em essência, um cara legal é alguém que sabe quem ele é e usa seus pontos fortes com o melhor de sua capacidade. Então, quem é mais legal do que um cara que, apesar de ganhar um Prêmio Pulitzer por suas críticas à comida (além de inúmeros outros prêmios e elogios), continua a usar sua influência para iluminar os pequenos restaurantes familiares em Los Angeles? Gold - que recentemente saiu do LA Weekly para a tela maior do Los Angeles Times - pode escrever uma coluna vibrante e cativante sobre um excelente restaurante tailandês em um shopping localizado no meio do nada e, como resultado, recebe multidões de Angelenos para se aventurar lá para uma refeição.

Christopher Hirsheimer e Melissa Hamilton, redatores de alimentos, estilistas, fotógrafos e editores

Christopher Hirsheimer, nascido na Califórnia (à direita) - Sra. Hirsheimer para você - morou na Austrália, Havaí e Illinois e foi restaurateur, chef corporativo, bufê, estilista de alimentos, editora de revista (Saveur) e acima de tudo, uma fotógrafa de comida revolucionária, agora amplamente imitada por suas imagens acessíveis, sensuais e de aparência natural. Melissa Hamilton (à esquerda), nativa de Nova Jersey, já administrou a cozinha de teste em Saveur e antes disso foi cofundadora e chef executiva do restaurante popular de seu pai Hamilton's Grill Room em Lambertville, N.J. Hoje, os dois colaboram na série única Canal House de livros de receitas periódicos e criam almoços maravilhosos diariamente (apenas para eles, infelizmente, embora estejam trabalhando em um livro para compartilhar suas receitas) em seu estúdio ao lado do canal em Nova Jersey. Eles definitivamente fazem do jeito deles, e lindamente.

Johnny Iuzzini, chef de confeitaria

O público em geral teve o primeiro vislumbre deste astro do rock da confeitaria quando ele apareceu como um juiz em Sobremesas do melhor chef, mas os nova-iorquinos há muito o conheciam por meio de suas passagens de alto nível na Daniel (duas vezes) e depois Jean Georges. Este "menino de massa" se parece mais com um galã dos anos 50 do que com um chef confeiteiro moderno, uma imagem de suas costeletas de rockabilly, tatuagens coloridas e paixão por andando de motocicleta não faça nada para contra-atacar.

Stephanie Izard, Chef-Restaurateur

Alguns chefs podem começar a pensar que eles seriam muito legais se se tornassem as primeiras mulheres a vencer Top Chef; outros podem ter um pressentimento quando uma publicação aclamada nacionalmente como Saveur escolheu seu restaurante para ser o foco da primeira crítica de restaurantes em grande escala da revista (e é brilhante, aliás); ou talvez uma indicação a James Beard de Melhor Novo Restaurante bastasse. Apostamos que seu fator legal não ocorreu a Izard em tudo. Ela apenas mantém a cabeça baixa e faz uma comida excelente, e isso é o melhor que pode acontecer.

Thomas Keller, Chef-Restaurateur

A coisa mais legal sobre Thomas Keller é que ele está claramente fazendo exatamente o que deveria estar fazendo: ele nasceu para ser um chef e tem dedicou sua vida para se tornar um dos melhores da história. Ao contrário de alguns de seus colegas, que podem ter começado a vida como músicos ou cientistas ou algo assim, Keller tem trabalhado em cozinhas desde que foi legalmente capaz de trabalhar, e seu senso inabalável de foco e motivação definiu sua carreira sem precedentes . Normalmente, perfeccionistas ambiciosos como ele são conhecidos por serem chefes intoleráveis, mas uma e outra vez, quando chefs emergentes deixam suas cozinhas para sair por conta própria e alcançar o sucesso, eles nunca se esquecem de agradecer a Keller por fornecer inspiração como professor e um amigo, na verdade lembrando ao público o quão legal ele é.

Lee Jones, fazendeiro

Quantas pessoas podem usar uma gravata borboleta? Ok, então quantas pessoas podem tirar uma gravata borboleta e um macacão? Apenas um que conhecemos: o fazendeiro Lee Jones (como gosta de ser chamado). Mas esqueça as qualificações de vestuário e apenas considere o que Jones representa: o jardim do chef. Na década de 1980, depois de perder uma parte significativa de suas safras para uma tempestade de granizo, Bob Jones e seus filhos - Lee e Bob - decidiram replantar não com safras convencionais, mas com especialidades excepcionais e vegetais antigos, ervas, micro-verdes e flores comestíveis especificamente para atender às necessidades dos chefs americanos - não em algum vale exuberante da Califórnia, mas em Huron, Ohio. O fazendeiro Lee mantém a tradição da família.

Pat LaFrieda, açougueiro

Em uma cidade obcecada por hambúrgueres, Pat LaFrieda é o homem geralmente creditado por revolucioná-los. Não são muitos os fornecedores de carne que recebem elogios em críticas de restaurantes, mas na crítica de restaurantes de Frank Bruni em 2009 sobre Minetta Tavern, Pat o fez, e o Black Label Burger (costela, costela curta, peito e bife de saia) que ele ajudou a desenvolver com os chefs Riad Nasr e Lee Hanson não foi pequena parte dele - embora sua famosa côte de boeuf também tenha ajudado. Por seguir sua própria visão e curiosidade contra a sabedoria convencional ("Você não transforma carne seca em hambúrguer!"), Ser uma pessoa genuína que não deixou a atenção ir para sua cabeça e continuar um negócio de família co-fundado por seu avô em 1922 - há uma rua no Meatpacking District de Manhattan que leva o nome da família - Pat LaFrieda deve ser conhecido como um dos caras mais legais da comida.

Anita Lo, Chef-Restaurateur

Quando o restaurante dela Annisa (que recebeu duas estrelas do The New York Times) foi destruído por um incêndio em 2009, Lo reabriu o restaurante no ano seguinte e posteriormente recebeu outra crítica de duas estrelas. Ela é reservada por natureza, tímida e focada, mas a paixão de Lo transparece em sua comida e em seu espírito competitivo. Ela lutou ferozmente ao lado de um elenco de seus colegas (principalmente homens) na primeira temporada de Top Chef Masters e derrotou Mario Batali em "Battle Mushrooms" no Iron Chef America em 2005, tornando-se o primeiro desafiante a vencer um Iron Chef na história da série.

Tim Love, Chef

Alguns dos melhores chefs tentaram sua sorte na cidade de Nova York e fracassaram. Com o posto avançado de Manhattan de seu restaurante em Fort Worth Lonesome Dove Western Bistro, Love colocou tudo para fora e não conseguiu. Mas por mais que os nova-iorquinos não queiram ouvir isso, Gotham não é o centro do universo. E em sua terra natal, o Texas, onde abriu vários restaurantes de sucesso, o universo de Tim Love continua se expandindo. Mais recentemente, ele lançou Woodshed Smokehouse, também em Fort Worth, onde os poços e lareiras queimam algaroba, nogueira, carvalho e noz-pecã, e a tarifa inclui pimentão piquillo recheado com peito, canela de carne defumada por 16 horas para quatro e "animal de hoje" com vários molhos caseiros. Claro, ele é um bom rapaz que faz toda a coisa, "Vamos beber tequila em uma demonstração matinal", mas ele é um cara legal, um cara de verdade e um ótimo cozinheiro.

Harold McGee, autor e cientista

Como um ex-instrutor de literatura em Yale se tornou uma das maiores autoridades mundiais na ciência dos alimentos? Através de um forte senso de curiosidade, muito bom senso e um intelecto vivo. Através de seu primeiro livro, Sobre comida e culináriae outros escritos, ele galvanizou chefs em todo o mundo com sua conversa franca e destruidora de mitos. Chefs como Heston Blumenthal e Ferran Adrià o saúdam e cientistas formalmente treinados o tratam como um igual.

Masaharu Morimoto, Chef-Restaurateur, Personalidade da mídia

Morimoto é legal por razões óbvias; seu recorde de vitória / empate / derrota em Iron Chef America(16-7-1), sua linha de cervejas e seu estilo original de cozinha e estilo de apresentação super-criativo são todos muito impressionantes. Mas, além de seu sucesso como chef, dono de restaurante e empresário, Morimoto simboliza frieza em seu comportamento e senso de capricho. Quem mais sonharia em criar um defumador para salmão a partir do gelo durante o calor de um Chef de Ferro batalha?

Nathan Myhrvold, cientista, inventor e autor

Este senhor tem algum currículo: Depois de trabalhar na Microsoft por 14 anos como diretor de tecnologia, Myhrvold decidiu experimentar um novo chapéu para o tamanho - um toque de chef, mais especificamente. Um mestre chef francês, ele se especializou em churrasco um pouco antes de escrever o gigante literário de 2011, Cozinha Modernista, onde ele explicou e exerceu novas tecnologias e princípios científicos na culinária - provando mais uma vez que ciência mais cozinhar é igual a cool.

Cindy Pawlcyn, Chef-Restaurateur

Pawlcyn estava fazendo local e sustentável antes que muitos dos apóstolos locais e sustentáveis ​​de hoje pudessem colocar seus Pop-Tarts na torradeira sozinhos. Certa vez, ela abriu um restaurante em um prédio em forma de trailer Airstream (Fog City Diner em São Francisco) e agora ela é dona (entre outros lugares) do melhor restaurante do Vale do Napa que não é The French Laundry: Mustards Grill. E Pawlcyn vem de Minneapolis, que é um lugar muito legal para um chef definitivamente californiano vir.

Jacques Pépin, Chef e Educador

Existem poucas coisas no mundo da culinária que são menos à la mode hoje do que a culinária francesa clássica. Jacques Pépin, que é mestre nisso, não se importa - ele sabe o que é importante. Por décadas, Pépin compartilhou generosamente seu conhecimento com o mundo, por meio de livros, programas de TV e programas educacionais em lugares como o French Culinary Institute e a Boston University. Mas ele não é um esnobe francês: ele se orgulha do fato de que seu primeiro grande trabalho na cozinha, em 1961, foi desenvolver receitas para Howard Johnson.

Michel Richard, Chef-Restaurateur

Se você der uma olhada neste mestre do tamanho de Papai Noel mais culinário, possivelmente o melhor cozinheiro francês da América, trabalhando em sua cozinha, por trás de um vidro do chão ao teto, você provavelmente verá um homem consumido de alegria pelo processo criativo. Richard parece brilhar mais intensamente com cada garoa de molho ou guarnição que aplica nos pratos; seu foco é tão intenso que você poderia jurar que ele está de alguma forma irradiando sabor em suas criações. Ele encontrou seu lugar no universo e se diverte muito lá - e qualquer pessoa que comer sua comida participa da diversão.

Eric Ripert, Chef-Restaurateur

Quer você tenha ouvido ou não seu apelido - O Estripador - você provavelmente já ouviu falar de seu restaurante, Le Bernardin, que chegou ao primeiro lugar em nossa lista de 101 melhores restaurantes da América. Se o chef Daniel Boulud representa a velha guarda do je nais sais quoi O cool francês, depois a postura e a maldade discreta de Ripert, sem mencionar sua precisão na cozinha e o reinado de Poseidon sobre os frutos do mar, são um reflexo da nova escola.

Jennifer Rubell, artista performática

A artista de Nova York Jennifer Rubell pode ter um currículo impressionante - graduada em Harvard e Culinary Institute of America, estagiária de Mario Batali - mas a maioria das pessoas a conhece por exibir uma piñata da cabeça de Andy Warhol ou uma escultura de cera do Príncipe William. Rubell, que cresceu participando de jantares com o próprio Warhol, é uma espécie de artista de culinária e planejador de eventos. Seus eventos alimentares extraordinários (onde você pode comer a arte) tomam uma refeição diária e combinam com o excesso e a admiração. Em Dallas, ela derramou mel do teto em uma tonelada (literalmente) de costelas de bebê, e em Nova York, ela encheu um quarto com 1.800 cones de algodão doce. E o prato de queijo de Rubell não vem servido em cubos ou em uma tábua de queijos: sua versão consiste em blocos de queijo em tamanho natural no formato de sua cabeça, explodidos com pistolas de calor, pingando em pilhas de biscoitos. E você pensou que artistas de culinária simplesmente faziam sopa em uma galeria de graça.

Marcus Samuelsson, Chef-Restaurateur

Não é nenhuma surpresa que Samuelsson tenha conseguido um lugar cobiçado na lista do The Daily Meal dos chefs mais bem vestidos; ele sempre chega em qualquer evento com esmero, com sua igualmente estilosa esposa modelo em seu braço. Às vezes, seu estilo até ultrapassa os limites, como no Barbados Food & Wine and Rum Festival do ano passado, onde um de nossos editores percebeu que ele apareceu usando uniforme em um país onde a camuflagem é ilegal. O que também é digno de nota sobre Samuelsson é sua capacidade de criar perfeitamente uma culinária internacional única para suas influências culturais variadas - africana, escandinava e regional americana. Ah, e o fato de que ele trouxe um restaurante no estilo do centro da cidade para uma das ruas mais animadas do Harlem.

Anne Saxelby, Cheesemonger

Cheesemonger, assim como o apicultor, é uma profissão que recentemente voltou à moda. Depois de virar em famosas fromageries como o Murray’s Cheese, Saxelby começou pequeno, com um estande no Essex Street Market. Aquele estande cresceu e se tornou uma loja de grande porte, e agora ela fornece queijo para vários restaurantes sofisticados e estoques de fromages para Daniel Boulud em sua Épicerie Boulud. A ascensão de Saxelby é um tributo ao espírito faça você mesmo, e seu sucesso mostra que terceirizar localmente e apoiar pequenos produtores é uma prática comercial viável.

Lydia Shire, Chef-Restaurateur

O casaco do chef de Shire pode ser preto ou rosa ou verde pistache, e seu cabelo provavelmente será vermelho como a hena. Sua comida será, sem dúvida, farta, suculenta e às vezes até desafiadora. Ela fez isso do jeito dela, pondo sua aliança de casamento para ir para a escola de culinária depois que seu primeiro casamento acabou e abrindo seu caminho em todas as boas cozinhas em Boston, antes de abrir a Biba lá, e oferecer a Beantown coisas como miolos de bezerro fritos com alcaparras e preto nhoque com lula. Mais tarde, ela reviveu o venerável Locke-Ober, e hoje serve comida excelente para não levar prisioneiros no Boston's Scampo e Fogão e bebidas espirituosas Towne.

Jon Shook e Vinny Dotolo, Chef-Restaurateurs

Claro, este par visual legal. Mas, mais do que isso, eles tornavam as miudezas legais em uma cidade onde o clichê da culinária era como Woody Allen disse Annie Hall, um pedido de "brotos de alfafa e um prato de fermento amassado". Shook (à direita) e o primeiro restaurante de Dotolo (à esquerda), Animal, fica desafiadoramente duas portas abaixo da icônica deli judaica Canter de Los Angeles, enquanto serve um menu que muda diariamente que inclui ingredientes como orelhas de porco, rabo de porco e cabeça de porco (junto com pescoço de cordeiro, vitela e pães doces). A comida é deliciosa e o restaurante fica lotado todas as noites. E enquanto os pratos em seu novo (ish) restaurante, Filho da mãe, não são tão assustadores, o lugar é igualmente popular, o que demonstra que a comida deles é mais do que uma moda passageira.

The Crew at Swan Oyster Depot, Restaurant Countermen

Cem anos após a inauguração em 1912, Swan Oyster Depot não está tentando ser outra coisa senão o que era desde o início: um balcão apertado onde você pode pedir ostras frescas e caranguejo Dungeness, coquetéis de camarão e amêijoas, um ensopado de amêijoa renovado com fé na vida e assim por diante, e lave tudo com uma cerveja Anchor Steam. Mas é a tripulação que é a chave aqui. Se você visitou há dois dias ou dois anos atrás, você sempre verá os mesmos caras trabalhando no balcão - pescadores ou pescadores, pura e simplesmente, todos dificultando uns aos outros e entretendo e engajando os clientes no processo, de uma forma que parece que está acontecendo há muito tempo e de alguma forma ainda não é esquisito. O lugar está cheio de aventais sujos, cabelos despenteados, mãos pingando de mexilhões e ostras abertas, conversas sobre ressacas e, aparte como, "Oh, você está com o telefone? Então você vai trabalhar um pouco hoje?" Os caras atrás do balcão são reais; eles são legais da velha escola.

Michael Symon, Chef-Restaurateur, Personalidade da mídia

Para os milhões de pessoas que assistem Michael Symon em suas televisões todos os dias, seja na ABC ou Food Network, uma coisa é perfeitamente clara - esse cara realmente ama seu trabalho. Talvez o episódio mais incrível de Iron Chef America aconteceu na oitava temporada de "Battle Cauliflower", quando Iron Chef Symon entrou no ringue com o desafiante John Fraser sans sous chefs. Os dois chefs colocaram seu sangue, suor e lágrimas para criar cinco pratos dignos de um juiz em uma hora - e não surpreendentemente, Symon saiu por cima.

John Thorne, escritor

Você nunca viu John Thorne na televisão ou em um famoso festival de comida e vinho. Ele não conhece. Ele não buzina. Ele apenas fica em sua casa na zona rural de Massachusetts com sua esposa e colaborador Matt Lewis e se torna meticulosamente trabalhado, muitas vezes evocando meditações sobre comida e culinária - a maioria delas publicada em seu boletim informativo ocasional, "Simple Cooking", e eventualmente coletada em livro Formato. Ele obviamente não está fazendo o que está fazendo por fama e fortuna; ele está fazendo isso porque é o que ele faz.

Christina Tosi, Chef de Pastelaria

"Contratei Tosi para nos ajudar a organizar nosso 'escritório' - uma mesa em um corredor", escreveu o chef David Chang na introdução ao Livro de receitas do Momofuku Milk Bar. "Em vez disso, ela começou a organizar a empresa." Elogios de um chef que já se estabeleceu como um fenômeno. Apesar de ter apenas 29 anos, Tosi possui um currículo culinário que inclui ter trabalhado em cozinhas de Bouley e WD ~ 50 antes de explodir o colega descolado Chang com suas costeletas no Momofuku Noodle Bar e no Ssäm Bar. As combinações de sabores escandalosamente geniais de Tosi e sua confiança em assumir riscos a diferenciam do grupo. Muitos argumentariam que apenas criando seus agora famosos biscoitos Crack Pie e Cornflake-Marshmallow, Tosi fez o suficiente para garantir um lugar nesta lista.

Jonathan Waxman, Chef-Restaurateur

Esse cara é tão legal que seus colegas competidores Top Chef Masters um tempo atrás o apelidou de Obi-Wan Kenobi por sua calma zen. Cortando legumes tranquilamente e esquentando panelas enquanto outros chefs famosos se preocupavam e corriam, ele era a imagem do equilíbrio e do autodomínio. Antes de se tornar o ator convidado do festival de TV e culinária, ele é hoje (além de administrar seu restaurante italiano minimalista Barbuto, em Manhattan), ele cozinhou no Chez Panisse, trouxe a culinária da Califórnia para a cidade de Nova York e, lá atrás, tocou trombone em uma banda de rock 'n' roll.

Grant Achatz, Chef

Antes da reação contra a chamada gastronomia molecular, Achatz era a substância por trás do estilo dessa abordagem. Seu pedigree culinário inclui treinamento com Thomas Keller, Ferran Adri e Charlie Trotter. Por falar nisso, depois de basicamente ser informado por Trotter que ele era persona non grata, ele voltou para Chicago e assumiu o controle da cidade primeiro no Trio (tornando um subúrbio um destino de visita obrigatória para qualquer pessoa interessada em jantar), e depois com Alinea, onde, curso após curso, "legal" parece um adjetivo terrivelmente inadequado. Para seus próximos desafios, o chef teve a ideia de um restaurante que muda completamente os conceitos a cada poucos meses, redefiniu a forma como os restaurantes pensam sobre os sistemas de reserva e reinventou o cenário dos coquetéis. Agora ele está até pensando em reinventando aspectos da experiência na Alinea. Considerando sua abordagem criativa e inabalável com relação à comida, experiência e culinária progressiva, aos 38 anos de idade, Achatz provavelmente não vai parar de nos impressionar por muito tempo.


12 receitas de churrasco defumado que deixariam qualquer pitmaster orgulhoso

There's no denying that barbecuing is an art form, and for many people smoked meats are a key part of the craft. While we'll always love a supper spent at the BBQ joint around the corner, you don't have to run to your favorite restaurant to enjoy pitmaster-quality smoked meats. These smoker recipes highlight how easy it is to enjoy the smokey flavors right from your own home. From our Smoked Pork Butt Sandwiches to our Dry-Rubbed Smoked Chicken Wings, you'll be ready for any backyard BBQ. Or, travel around the South without leaving your house with our regional-inspired smoked recipes, like our Smoked Brisket Sandwich with Texas BBQ Sauce or our Memphis Dry-Rubbed Baby Back Ribs. No matter what meat you decide to make, these ideas will have you checking your marinades and filling your drip pans. Just don't too caught up in the main even to forget about your fan-favorite BBQ sides. After your family and friends get their first taste of these smoked wonders, they&rsquoll be standing in line, plate in hand, waiting for the smoke to clear.


6 MIND Diet Recipes to Give Your Brain a Boost

You already know that what we eat can help build strong bones and muscles. But it turns out that our diet can also have a positive effect on our brains, enhancing memory and mental clarity, and even helping stave off dementia and Alzheimer&rsquos disease. Carolyn Williams, PhD, RD, author of the cookbook Meals That Heal, explains: &ldquoThe brain runs 24/7, requiring a constant supply of energy and nutrients. If it doesn&rsquot have the optimal fuel it needs, this affects its functioning and can also slowly change its structure.&rdquo

According to Williams, food can improve brain health in two major ways. First, antioxidant-rich and anti-inflammatory foods can help fight the free-radical damage and low-grade inflammation that lead to declining brain health. Second, foods that are nutrient-dense with protein, B vitamins, choline, vitamin C, iron, and zinc may support neurotransmitters, which carry messages between brain cells directing essential functions like sleep, mood, concentration, breathing, heart rate, and hunger.

So what&rsquos the best overall eating pattern to reap these benefits? Science is pointing to the MIND diet (Mediterranean-DASH Intervention for Neurodegenerative Delay)&mdashit&rsquos a combination of the classic Mediterranean diet and the hypertension-focused DASH diet. &ldquoResearch suggests even moderate adherence to the MIND diet slows brain decline and reduces the risk of Alzheimer&rsquos,&rdquo Williams says.

Cornerstone foods of the MIND diet include leafy greens, berries, nuts, olive oil, beans, whole grains, poultry, and fatty fish (and other sources of omega-3 fatty acids). The recipes featured here follow the MIND diet guidelines. What&rsquos more, they are easy to prep and big on flavor.


13 Air Fryer Recipes That Are *Almost* Too Good to Be True

Is it possible to fry food using almost no oil. and eat it without needing a nap immediately afterwards? If you've heard anything about the buzziest healthy-cooking appliance of the past few years, the air fryer, then you know the answer is yes.

Technically, air fryers are mini convection ovens, meaning they use convection fans to circulate hot air around foods (think: french fries, chicken wings, crispy Brussels sprouts) to give them an irresistible fried-like texture with almost no oil. Air fried foods won't taste exactly like their deep-fried counterparts, but they'll have a crispy-crunchy exterior (thanks to the maillard reaction) and tender interior. We're big fans. That's why we chose to round up 13 of our favorite air fryer-friendly Real Simples recipes.

You'll find modified cooking instructions on each slide, but part of the beauty of this appliance is that you can easily pull out the fryer basket at any time to check on your food's cooking process, so don't hesitate to keep a watchful eye on those mozzarella sticks and meatballs. (And air fryer models vary tremendously in size, shape, and technology, so cook times and temps will vary, too.) Most foods will brown more evenly if you give them a gentle shake at least once during the cooking process, so keep that in mind too. And finally, remember that you won't need more than a tablespoon or two of oil when cooking in an air fryer, so adjust recipe amounts accordingly.


Leave it to cool-kid mecca Gjusta in Venice, CA, to create a produce-based, low-sugar, vegan-friendly, “good”-fat-filled, crowd-pleasing dessert. That would also be completely acceptable to eat for breakfast.

This easy, one-skillet apple dessert goes out to all the baking-phobes out there, because making something sweet shouldn't require all the bowls and measuring cups in your kitchen plus an advanced degree in chemistry. Pink Ladies and Granny Smiths are our go-to baking apples, but you can choose any kind you like as long as it has a firm texture and a good bit of acidity.


Ina Garten-Approved Kitchen Tools & Ingredients That Double as Great Mother’s Day Gifts

When buying gifts for foodie moms, you have to be careful. Chances are they’re more discerning than your average home cook, so you don’t want to give them a present that’s below their standards (here’s looking at you, cursed glass cutting boards). So, how can you choose the perfect gift for the serious cook in your life? Look to Ina Garten, of course!

The Barefoot Contessa has shared many of her favorite ingredients and cooking tools on her website, and with her seal of approval, we’re certain that the gifts below will be up to snuff for even the most accomplished home cooks. And they don’t all break the budget. From cookware that will last a lifetime to high-quality sea salt that will improve any dish, these are some of the best Ina Garten-approved Mother’s Day gifts.

Our mission at SheKnows is to empower and inspire women, and we only feature products we think you&rsquoll love as much as we do. Please note that if you purchase something by clicking on a link within this story, we may receive a small commission of the sale.

A version of this article was originally published November 2020.


18 Easy, Healthy Dinner Ideas Your Whole Family Will Love

Finally, an easy answer to the question, what should I make for dinner tonight? Oh, and all those busy nights to come are covered, too.

Here, we've rounded up 18 of our favorite healthy dinner recipes that your entire family will love. We've included the crowd-pleasing classics (think Wild Rice and Mushroom Pilaf With Cranberries and Spiced cod with Broccoli-Quinoa Pilaf), plus modern twists on delicious dishes like Cauliflower Rice &ldquoRisotto&rdquo With Beets, Eggplant-Mushroom Meatball Subs, and Roasted and Pickled Cauliflower Sandwiches With Romesco.


50 Sliders

Downsize the main course at your next cookout: We created dozens of mini burgers and sandwiches!

Relacionado a:

Insert and Spread 50 Sliders

From top right, clockwise: California Vegetable Sliders (No. 37), Tandoori Chicken Sliders (No. 24), Crab Cake Sliders (No. 33), Teriyaki Turkey Burger Sliders (No. 50), Bratwurst Sliders with Sauerkraut (No. 15)

From top right, clockwise: California Vegetable Sliders (No. 37), Tandoori Chicken Sliders (No. 24), Crab Cake Sliders (No. 33), Teriyaki Turkey Burger Sliders (No. 50), Bratwurst Sliders with Sauerkraut (No. 15)

Each recipe makes 12 sliders.

1. Classic Beef Form 1 1/2 pounds ground beef into 3-inch patties (about 12) and season with salt and pepper. Cook in an oiled skillet over medium-high heat, 3 to 5 minutes per side. Place on slider buns with ketchup and lettuce.

Insert and Spread 50 Sliders

Bacon Cheeseburger Sliders (No. 2)

Bacon Cheeseburger Sliders (No. 2)

2. Bacon Cheeseburger Make Classic Beef Sliders (No. 1) top each patty with a slice of cheddar during the last minute of cooking. Place on slider buns with ketchup, mayonnaise, pickles and bacon.

3. Tex-Mex Burger Make Classic Beef Sliders (No. 1), mixing 1 cup shredded pepper jack into the beef. Place on slider buns with guacamole, pico de gallo and hot sauce.

4. Blue Cheese Burger Mix 6 tablespoons softened butter with 1/3 cup crumbled blue cheese. Make Classic Beef Sliders (No. 1). Place on slider buns with the blue cheese butter top each with a fried onion ring.

5. Pimiento Cheeseburger Pulse 1/2 cup shredded cheddar in a food processor with 2 ounces cream cheese, 2 tablespoons each mayonnaise and pimientos and 1 tablespoon pickled jalapeños. Make Classic Beef Sliders (No. 1). Place on slider buns with the pimiento cheese.

6. Meatball Parmesan Mix 1 pound meatloaf mix (ground beef, pork and veal) with 1/2 cup grated parmesan, 1/4 cup each breadcrumbs, chopped parsley and milk, 1 lightly beaten egg, 1 teaspoon kosher salt and a few grinds of pepper. Form into 1 1/2-inch meatballs (about 12). Bake at 425 degrees F until cooked through, 13 to 15 minutes. Toss with 1 cup warm marinara sauce. Place each meatball on a slider bun bottom and top with shredded mozzarella and parmesan broil until melted, then add the bun tops.

7. Roasted Caprese Toss 2 pints cherry tomatoes with 1/4 cup olive oil and 4 smashed garlic cloves on a rimmed baking sheet season with salt and pepper. Roast at 475 degrees F until lightly browned, about 20 minutes let cool. Place on slider buns with sliced fresh mozzarella and fresh basil.

8. Fried Eggplant Caprese Slice 2 small eggplants into 1/2-inch-thick rounds (12 rounds total) sprinkle generously with salt and let sit 30 minutes. Pat dry, then dredge each slice in flour, dip in 3 beaten eggs, then coat with breadcrumbs. Working in batches, fry in 375 degrees F vegetable oil, turning, until browned, 2 minutes drain. Tempere com sal. Make Roasted Caprese Sliders (No. 7), adding a slice of fried eggplant to each.

Insert and Spread 50 Sliders

Sausage and Peppers Sliders (No. 9)

Sausage and Peppers Sliders (No. 9)

9. Sausage and Peppers Form 1 pound bulk hot Italian sausage into 2-inch patties (about 12). Cook in an oiled nonstick skillet over medium-high heat until browned, about 3 1/2 minutes per side, topping each with 1/2 slice provolone during the last minute of cooking. Place on slider buns with jarred fried peppers.

10. Sloppy Joe Brown 1 pound ground beef in vegetable oil in a large skillet over medium heat with 1 chopped onion, 1 chopped red bell pepper, 2 tablespoons chili powder and 1/2 teaspoon garlic powder, about 6 minutes. Add 1/2 cup each water, ketchup and chili sauce (such as Heinz). Simmer until thickened, 5 minutes. Tempere com sal e pimenta. Serve on potato slider buns.

11. Pizza Sloppy Joe Make Sloppy Joe Sliders (No. 10), using bulk sweet Italian sausage instead of beef omit the chili powder and add 1 teaspoon dried oregano. Replace the ketchup with 1 cup marinara sauce omit the chili sauce. Serve on slider buns with shredded mozzarella.

12. Cheesesteak Season 1 pound chopped sandwich steak with salt, pepper and 1/2 teaspoon garlic powder. Brown in vegetable oil in a large skillet over high heat until just cooked through, 3 to 4 minutes remove. Add 1 sliced onion and 1/2 each sliced red and green bell pepper to the skillet cook over medium-high heat until tender, 7 minutes. Stir in the steak and 1 cup processed cheese spread. Place on slider buns with more cheese spread.

13. French Dip Sauté 1 sliced large onion in butter in a large skillet over medium-low heat until deep golden, about 35 minutes remove. Add two 10.5-ounce cans beef consommé and 1/4 cup dry sherry to the skillet and simmer 5 minutes. Add 1 1/4 pounds deli-sliced roast beef and heat through. Remove the roast beef from the jus and pile on slider buns with the onion season with salt and pepper. Serve with the jus for dipping.

14. Falafel Pulse 1 cup each fresh cilantro and parsley in a food processor with 1/2 cup chopped onion, 2 garlic cloves, 1 teaspoon ground cumin and 1/2 teaspoon kosher salt until finely chopped. Add one 15-ounce can chickpeas (drained and rinsed) and pulse until chunky. Remove and stir in 1/2 cup panko and 1 lightly beaten egg. Refrigerate 20 minutes. Form the mixture into small balls (about 12). Deep-fry in 350 degrees F vegetable oil until browned and warmed through, about 6 minutes. Place each falafel in mini pita bread with shredded lettuce, sliced tomatoes and a drizzle each of tahini and lemon juice.

15. Bratwurst with Sauerkraut Brown 12 ounces sliced cooked bratwurst in olive oil in a skillet over medium heat, about 1 minute per side. Toast 12 split mini pretzel buns, then sprinkle the cut sides with 2 cups shredded dill havarti. Bake at 350 degrees F until melted, 1 minute. Place the bratwurst on the buns with grainy mustard and warm sauerkraut.

16. Reuben Spread Russian dressing on split slider buns and fill with deli-sliced pastrami, sauerkraut and shredded Swiss cheese. Bake at 350 degrees F until the pastrami is heated through and the cheese melts, about 10 minutes.

17. Greek Lamb Burger Mix 1 1/2 pounds ground lamb with 1/2 teaspoon pumpkin pie spice form into 3-inch patties (about 12) and season with salt. Cook in an oiled skillet over medium-high heat, 3 to 5 minutes per side. Place in mini pita bread with tzatziki, crumbled feta and chopped tomatoes.

18. Spanish Lamb Season 1 1/4 pounds boneless lamb sirloin roast with salt, pepper and 1 teaspoon each smoked paprika and ground cumin. Brown in vegetable oil in a medium ovenproof skillet over medium heat, turning, about 2 minutes. Transfer to the oven and roast at 400 degrees F until a thermometer inserted into the thickest part registers 135 degrees F, about 25 minutes. Let rest 10 minutes, then thinly slice. Mix 1/2 cup mayonnaise with 1/4 cup chopped green olives. Place the lamb on slider buns with the olive mayonnaise, sliced roasted red peppers, baby arugula and shaved manchego.

19. Cuban Rub a 1-pound pork tenderloin all over with 1 tablespoon kosher salt mixed with 1 1/2 teaspoons each garlic powder and dried oregano. Grill over medium heat, turning, until a thermometer inserted into the center registers 145 degrees F, about 15 minutes. Let rest 10 minutes, then thinly slice. Arrange the pork on slider buns with mustard, deli-sliced ham, Swiss cheese and pickles. Press firmly between 2 baking sheets and bake at 350 degrees F until the cheese melts, 4 minutes.

20. Porchetta Rub a 1-pound pork tenderloin all over with 1 tablespoon kosher salt mixed with 1 tablespoon ground fennel and 1/4 teaspoon pepper. Grill over medium heat, turning, until a thermometer inserted into the center registers 145 degrees F, about 15 minutes. Let rest 10 minutes, then thinly slice. Mix 3/4 cup mayonnaise with 2 grated garlic cloves and 1 tablespoon each lemon juice and minced rosemary. Place the pork on slider buns with the garlic mayonnaise and arugula.

21. Barbecue Pork Rub a 1-pound pork tenderloin all over with 3 tablespoons barbecue seasoning. Grill over medium heat, turning, until a thermometer inserted into the center registers 145 degrees F, about 15 minutes. Let rest 10 minutes, then thinly slice. Toss 1/4 head thinly sliced cabbage with 1/4 cup each barbecue sauce and cider vinegar season with salt and pepper. Place the pork on slider buns with more barbecue sauce, pickles and the coleslaw.

22. Barbecue Chicken Meatball Mix 1 pound ground chicken with 1/2 cup shredded cheddar, 1/4 cup each breadcrumbs, chopped parsley and milk, 1 egg, 1 teaspoon kosher salt and a few grinds of pepper. Form into 1 1/2-inch meatballs (about 12). Bake at 425 degrees F until cooked through, 13 to 15 minutes. Warm 3/4 cup barbecue sauce with 1/4 cup water toss with the meatballs. Place each meatball on a slider bun bottom and top with shredded cheddar broil until melted. Add the bun tops.

23. Jerk Chicken Burger Mix 1 1/2 pounds ground chicken with 2 teaspoons jerk seasoning form into 3-inch patties (about 12) and season with salt and pepper. Cook in an oiled skillet over medium-high heat, 3 to 3 1/2 minutes per side. Place on slider buns with spicy mayonnaise, coleslaw and sliced mangoes.

24. Tandoori Chicken Pound 2 skinless, boneless chicken breasts (1 1/2 pounds) until 1/2 inch thick marinate in a mix of 1/4 cup each plain yogurt and tandoori paste, 3 hours. Remove the chicken from the marinade and grill over medium-high heat, turning once, 8 to 10 minutes slice. Toss 1 bunch trimmed scallions with olive oil and season with salt grill, turning once, 1 to 2 minutes. Place the chicken and scallions on slider buns with plain yogurt and fresh cilantro and mint.

25. Fried Chicken Quarter 3 skinless, boneless chicken thighs (about 1 pound) marinate in 2 1/2 cups buttermilk, 1 hour. Combine 1 1/2 cups flour with 1 1/2 teaspoons each baking powder, paprika, onion powder and kosher salt. Remove the chicken from the marinade and dredge in the flour mixture. Working in batches, deep-fry the chicken in 360 degrees F vegetable oil until browned and cooked through, 5 to 6 minutes. Place on toasted and buttered mini biscuits with bread-and-butter pickles.

26. Buffalo Chicken Fry the chicken for Fried Chicken Sliders (No. 25) toss with 1/4 cup Buffalo hot sauce and 2 tablespoons melted butter. Place on slider buns with blue cheese dressing, shredded carrots and sliced celery.

27. Thai Chicken Mix 1 1/2 pounds ground chicken with 1 tablespoon each fish sauce, brown sugar, grated peeled ginger and grated garlic and 1/2 teaspoon each ground turmeric and lime zest form into 3-inch patties (about 12) and season with salt and pepper. Cook in an oiled skillet over medium-high heat, 3 to 3 1/2 minutes per side. Place on slider buns with peanut sauce and lettuce. Sirva com rodelas de limão.

28. Chipotle Pulled Chicken Sauté 1 sliced onion in vegetable oil in a medium saucepan over high heat until softened, 5 minutes. Add one 8-ounce jar taco sauce and 1/2 to 1 chopped chipotle in adobo plus 2 tablespoons adobo sauce and bring to a simmer. Add 2 cups shredded rotisserie chicken (skin removed). Cook, stirring, until heated through, 2 minutes. Serve on slider buns with coleslaw.

29. Cheesy Tuna Heat 1/4 cup milk in a saucepan over medium heat until steaming. Whisk in 3/4 cup each cubed processed cheese and shredded cheddar until smooth. Stir in two 5-ounce cans solid white tuna (drained and flaked), 2 sliced scallions, 1 diced plum tomato and 2 tablespoons chopped dill. Serve on slider buns.

30. Italian Tuna Salad Toss two 5-ounce cans oil-packed Italian tuna (drained) with 1 cup minced drained giardiniera plus 2 tablespoons brine, 1/2 cup chopped fennel plus 2 tablespoons chopped fronds, 1/2 minced red onion and 1/4 cup olive oil season with salt and pepper. Serve on slider buns with sliced tomatoes and arugula drizzle with olive oil.

31. Lobster Roll Toss 2 cups chopped cooked lobster meat with 1/2 cup minced celery, 1/4 cup mayonnaise and 2 tablespoons each lemon juice, chopped chives and celery leaves. Refrigerate 1 hour. Toast 6 top-split hot dog buns, then brush with melted butter. Cut in half and fill with the lobster salad.

32. Shrimp Po’Boy Toss 1 1/4 pounds large shrimp (peeled and deveined) with 6 tablespoons melted butter, 1 tablespoon Old Bay and 2 minced garlic cloves. Brown in a large skillet over high heat, 2 to 3 minutes roughly chop. Mix 2/3 cup mayonnaise with 1/4 cup each chopped celery, shallots and basil, and 2 tablespoons lemon juice. Place the shrimp on slider buns with the herb mayonnaise and lettuce.

33. Crab Cake Toss 1 pound lump crabmeat (picked over) with 3/4 cup panko, 1/4 cup mayonnaise, 1 lightly beaten egg, 2 chopped scallions, 1 tablespoon each Dijon mustard and chopped dill, 1 teaspoon Old Bay and 1/2 teaspoon kosher salt. Form into 2-inch patties (about 12), then dredge in panko. Cook in an oiled skillet until golden, 2 to 3 minutes per side. Place on potato slider buns with tartar sauce, sliced tomatoes and lettuce leaves.

34. Turkey Club Toast and quarter 9 slices white sandwich bread. Mix 1/2 cup mayonnaise with the zest and juice of 1/2 lime spread on the toast. Top 12 pieces of the toast with deli-sliced turkey, bacon and sliced tomatoes, then another piece of toast (mayonnaise-side up). Top with more turkey, sliced avocados and lettuce. Add the remaining toast secure with toothpicks.

35. Green Goddess Turkey Burger Mix 1 1/2 pounds ground turkey with 1 tablespoon Dijon mustard form into 3-inch patties (about 12) and season with salt and pepper. Cook in an oiled skillet over medium-high heat, about 3 minutes per side. Puree 1/2 cup mayonnaise in a blender with 1/4 cup sour cream, 2 tablespoons each chopped parsley, chives and tarragon, 1 tablespoon each capers and lemon juice, 2 anchovies and 1 garlic clove. Place the burgers on slider buns with the green goddess sauce, sliced cucumbers and watercress.

36. Mushroom-Swiss Turkey Burger Mix 1 1/2 pounds ground turkey with 1 tablespoon Worcestershire sauce. Form into 3-inch patties (about 12) season with salt and pepper. Cook in an oiled skillet over medium-high heat, 3 minutes per side, topping each with a slice of Swiss cheese during the last minute of cooking. Sauté 8 ounces sliced mushrooms and 1 sliced onion in butter in a skillet until browned, 8 minutes season with salt and pepper. Place the burgers on slider buns with Dijon mustard and the mushrooms.

37. California Vegetable Hollow out the bottoms of 12 mini multigrain rolls drizzle with olive oil and spread with cream cheese. Fill with shredded carrots, sliced bell peppers, tomatoes, cucumbers and avocados, shredded lettuce and alfalfa sprouts drizzle with lemon juice. Tempere com sal e pimenta.

38. Greek Vegetable Hollow out the bottoms of 12 mini multigrain rolls drizzle with olive oil and spread with olive tapenade hummus. Fill with sliced red bell peppers, tomatoes and cucumbers, fresh parsley and crumbled feta season with pepper.

39. Bean Burger Mash two 15-ounce cans pinto beans (drained and rinsed) with a fork until chunky. Stir in 2 lightly beaten eggs, 1/2 cup breadcrumbs, 2 tablespoons grainy mustard and 1 teaspoon each smoked paprika, ground cumin and kosher salt. Form into 2-inch patties (about 12), then dredge in breadcrumbs. Cook in an oiled nonstick skillet over medium heat until crisp and heated through, 2 1/2 to 3 minutes per side, topping each with a slice of muenster during the last minute of cooking. Place on slider buns with spicy mayonnaise, lettuce and sliced tomatoes.

40. Spanish Tortilla Cook 12 ounces thinly sliced Yukon Gold potatoes and 1 sliced small onion in 1/3 cup olive oil in a nonstick ovenproof skillet over medium-low heat, covered, until tender, about 30 minutes. Lightly beat 8 eggs in a large bowl season with salt and pepper. Pour the eggs into the skillet and gently stir into the potatoes. Cook until the bottom is set, 5 minutes. Transfer to the oven and bake at 400 degrees F until set, 10 to 15 minutes. Deixe esfriar. Cut into 2-inch squares and place on slider buns with garlic mayonnaise and sliced piquillo peppers.

41. Bacon, Egg and Cheese Lightly beat 6 eggs with 1/4 cup milk and 1/2 teaspoon kosher salt. Melt 1 tablespoon butter in a medium ovenproof skillet over medium heat. Add the eggs and cook, undisturbed, until just set, 3 to 4 minutes. Top with sliced cheddar broil until melted. Cut the eggs into 2-inch squares place on buttered toasted mini bagels with bacon.

42. Bacon, Egg and Cheese Waffle Mix 2 tablespoons each warm melted butter and maple syrup brush on 24 toasted mini waffles. Make Bacon, Egg and Cheese Sliders (No. 41) serve on the waffles instead of bagels.

43. Sausage Biscuit Melt 3 tablespoons butter with 1/4 teaspoon jerk seasoning in a small saucepan over medium heat. Add 1/4 cup flour and whisk until bubbling, 2 minutes. Add 1 1/2 cups whole milk and simmer, whisking, until thick, 3 minutes. Season with hot sauce and salt. Place cooked breakfast sausage patties on toasted mini biscuits with the gravy.

44. Smoked Salmon Mini Bagel Spread scallion cream cheese on split toasted mini everything bagels. Fill with sliced smoked salmon, red onion, tomatoes and cucumbers, and capers drizzle with lemon juice.

45. Strawberry Baked Brie Mix 2 cups sliced strawberries with 2 teaspoons each sugar, balsamic vinegar and chopped thyme let stand 30 minutes. Put a slice of brie on slider bun bottoms bake at 350 degrees F until heated through, 2 minutes. Top with the strawberries and bun tops.

46. Meatloaf Cut six 1-inch-thick slices warm meatloaf in half. Place on slider buns with mayonnaise and bread-and-butter pickles.

47. Fried Oyster Lightly beat 1 egg with 1⁄4 cup buttermilk and 2 teaspoons hot sauce add 12 shucked oysters and let soak 30 minutes. Combine 1⁄2 cup each cornmeal and cornstarch with 1 teaspoon each Old Bay and kosher salt. Remove the oysters from the buttermilk and dredge in the cornmeal mixture. Deep-fry in 365 degrees F vegetable oil until golden, 3 to 4 minutes. Place on slider buns with mayonnaise and jarred corn relish.

48. Asian Bacon Microwave 1⁄3 cup brown sugar with 1 tablespoon Sriracha, 1 minute stir until smooth. Divide 12 thick-cut bacon slices between 2 racks set on rimmed baking sheets bake at 375 degrees F, 15 minutes. Brush with the Sriracha mixture and sprinkle with 1 teaspoon Chinese five-spice powder. Bake until browned and crisp, 20 to 25 minutes. Place on warmed slider buns with mayonnaise, hoisin sauce, Sriracha, cilantro and sliced cucumbers.

49. Sweet Potato BLT Trim the ends of 3 sweet potatoes and slice into 1/2-inch-thick rounds (24 total) toss with 1 tablespoon vegetable oil and season with salt and pepper. Roast on a baking sheet at 425 degrees F until tender, 20 minutes let cool. Sandwich with mayonnaise, bacon, lettuce and sliced tomatoes.


Queijo

Cheese is a high-protein snack that's fine for your cat in small amounts. But the protein in cheese is less "complete" than the kind in meat, fish, and eggs. Also, many cats' tummies can't handle dairy, so go easy on the cheesy treats, and skip the saucer of milk.


'Iron Chef' Cooking Party (Mystery Ingredients)

Expert home cooks might scoff at the idea of dinner parties causing stress. They thrive on cooking for a crowd. Spice up your next party: Ask each guest to bring an ingredient--algum ingredient. Once everyone arrives and you've taken inventory, break into teams, divvy up the mystery foods, and start cooking. Whether or not dinner tastes great, you'll have a meal to remember. You might want to make sure you ask someone to bring a loaf of good bread and a bottle of wine--just in case!


Assista o vídeo: JAK ZROBIĆ FLUFFY SLIME? czytaj opis (Agosto 2022).